quinta-feira, 23 de julho de 2009

Educação Sentimental II

"A vida que me ensinaram como uma vida normal
Tinha trabalho, dinheiro, família, filhos e tal
Era tudo tão perfeito se tudo fosse só isso
Mas isso é menos do que tudo,
É menos do que eu preciso
Agora você vai embora e eu não sei o que fazer
Ninguém me explicou na escola
Ninguém vai me responder
Eu sei a hora do mundo inteiro
Mas não sei quando parar
É tanto medo de sofrimento
Que eu sofro só de pensar
A quem eu devo perguntar aonde eu vou procurar
Um livro onde aprender a você não me deixar
Agora você vai embora e eu não sei o que fazer
Ninguém me explicou na escola
Ninguém vai me responder"

Kid Abelha

4 comentários:

Lisbelisa. disse...

Olha, essa música abre espaço pra bastante coisa, dá pra falar de valores,materialismo, sentimento, esperança, vida, escola, pergunta, incerteza, resposta e Educação sentimental. heheh.

Muito bonita!
beijo!

Lorenzo Tozzi disse...

como se fosse uma mistura de O descobrimento do Brasil com Os barcos. :)

Neto disse...

Depois de "Ela me disse que trabalha no Correio" e "Você diz que tudo terminou, você não quer mais o meu querer" citados acima, eu acho que "natural é ter um trabalho, um salário, um emprego, nome confiável, respeito na praça.
Mas afinal o que é felicidade?
É sossego! Nesse mundo pequeno de tempo e espaço" Achava que eu tinha feito essa música, mas foi o Nando e o Samuel, ahuahuahua.

Mateus Orio disse...

"É tanto medo de sofrimento
Que eu sofro só de pensar"

Mas tudo se ajeita. Se não ajeitar peteca!